Comunicação interna: indícios de que o escritório precisa melhorar

Uma boa comunicação interna é algo inerente ao sucesso dos negócios, não é mesmo? Segundo o advogado criminalista José Pedro Said Júnior — especialista que atua há cerca de 30 anos na área — esse aspecto também não pode faltar em escritórios de advocacia. Afinal, para manter um time de advogados em sintonia e com boas entregas, é preciso ter uma comunicação excelente.

Mas, afinal, como saber se a comunicação interna do escritório de advocacia está boa ou precisa melhorar? O advogado criminalista José Pedro Said Júnior considera que existem alguns sinais que, quando identificados, podem pontuar que a comunicação interna de seu escritório está falhando e precisa ser aprimorada.

Confira, a seguir quais são esses indícios:

Perda de prazos

Um escritório que deseja assumir posição de destaque em meio ao mercado deve se preocupar com suas entregas e performances. Assim, se a perda de prazos faz parte da rotina de sua advocacia, algo precisa ser trabalhado, pois indica que a comunicação está falhando. Essa ação, por sua vez, faz com que o escritório prejudique os clientes, como também manche a própria imagem. Uma dica do advogado criminalista José Pedro Said Júnior, nesse aspecto, é atribuir tarefas específicas para cada colaborador e utilizar ferramentas de gerenciamento de rotina.

Clientes insatisfeitos 

Quando um escritório não possui boa estrutura e comunicação, é natural que os clientes se sintam desamparados com seus serviços e busquem outro local. Por isso, é fundamental investir numa troca de informações eficientes e numa comunicação interna que resulte no atendimento de qualidade com os clientes. 

Baixa produtividade

Para o advogado criminalista José Pedro Said Júnior, a baixa produtividade é um alto indício de que algo está errado na comunicação interna. Isso porque, todo advogado precisa de dados e informações que complementam suas atividades. Se estas não estão claras e identificáveis, o profissional levará mais tempo para cumprir com suas obrigações, resultando em entregas escassas. 

Apagamento de “incêndios” constantes

Prazos calculados de maneira errada, relatórios não entregues, audiências que não foram inseridas na agenda, essas e outras falhas criam os chamados “incêndios” em meio a rotina do escritório, fazendo com que os advogados tenham que solucionar esses imprevistos ao invés de focarem em suas atividades. Na visão do advogado criminalista José Pedro Said Júnior, muitas dessas falhas poderiam ser corrigidas se a comunicação interna do escritório estivesse bem alinhada.

Por isso, se estiver identificando um ou mais aspectos desses em seu escritório, é fundamental rever a rotina, estabelecer melhor gerenciadores, organizar e distribuir tarefas e, principalmente, compartilhar as informações com transparência para que o fluxo de trabalho seja de qualidade.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
spot_img

Artigos Relacionados