Entenda como casca de arroz é reaproveitada para gerar energia em Ji-Paraná, RO

Já imaginou transformar um problema em fonte de renda? Uma indústria, voltada para o processamento do arroz, decidiu apostar na sustentabilidade e implantou um projeto inovador: gerar energia através da casca do arroz.

Atualmente, a energia utilizada na sede, em Ji-Paraná (RO), e nas quatro filiais da empresa, é gerada através desse projeto. Além disso, um terço da energia produzida ainda é comercializada.

“Nós temos a única termoelétrica de biomassa da casca do arroz da região norte. Nós usamos essa metodologia para dar destino a nossa casca, que era um subproduto”, explica Vanessa Rack, engenheira agrônoma e coordenadora de campo.

Novo destino
No inicio do processamento, a palha do arroz não tinha utilidade. Nessa época, a empresa fazia doações aos moradores, que utilizavam o produto como esterco. Em 2016, os empresários apostaram em equipamentos modernos e decidiram dar um novo destino para a palha do arroz.

Em uma parte da empresa, o arroz é processado e embalado, em outro, as cascas são prensadas e encaminhadas para a caldeira. Depois, ela é queimada a 800 ºC.

Para o engenheiro André Lamota, é fácil entender como acontece a geração de energia a partir da queima da casca do arroz.

“Através da queima da casca [em uma determinada temperatura], a gente consegue atingir a pressão necessária para que o vapor seja transportado até a turbina e assim, se gire o eixo da turbina conectado ao gerador”, explica o engenheiro.

Economia
A energia gerada na empresa tem a capacidade de abastecer 5 mil residências populares. Atualmente, a empresa paga apenas taxas como Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) e iluminação pública.

Segundo Vanessa Rack, o projeto trouxe uma redução de quase 90% no gasto com energia elétrica.

“Com a vinda da energia, promovida pela queima da biomassa da casca de arroz, isso facilitou muito nosso trabalho. Pela questão do pico de energia, porque agora a gente pode trabalhar em todos os horários e também porque nós tínhamos um alto custo em relação a energia”, disse.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
spot_img

Artigos Relacionados