Projeto de educação do Paraná aguarda aval do Senado para empréstimo do BID

A autorização para que o Governo do Paraná contrate financiamento do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) para o projeto Educação para o Futuro foi encaminhada ao Senado pelo presidente Jair Bolsonaro. A solicitação foi publicada nesta terça-feira (19) no Diário Oficial da União e possibilita o pedido de quase R$ 500 milhões em crédito — US$ 90,56 milhões.

De acordo com a Secretaria Estadual de Educação (Seed), o valor será utilizado para modernizar a educação pública paranaense até 2025 por meio do aperfeiçoamento da proposta pedagógica com uso ferramentas tecnológicas, expansão da educação profissional e construção de cinco centros-referência de educação para o futuro com ensino integral. Além disso, cerca de 150 unidades de ensino do estado serão reformadas.

Entre os investimentos previstos também estão a reformulação do material didático utilizado atualmente pelos estudantes, cursos de aperfeiçoamento para professores, compra de 6 mil kits de robótica para aulas no contraturno e 30 mil equipamentos de informática, como computadores, roteadores de wi-fi e aparelhos de reconhecimento facial.

Ainda há previsão de 40 mil novas vagas para o ensino profissionalizante para que um a cada três estudantes da rede estadual tenha acesso aos cursos de Administração, Educação Agrícola, Agronegócio, Auxiliar de Enfermagem, Magistério ou Desenvolvimento de Sistemas, com foco em programação.

O prazo para quitação do empréstimo ao projeto de educação do Paraná será de 30 anos. No entanto, antes de ser sancionado pelo governador Ratinho Junior, o Senado precisa aprovar essa operação de crédito. A previsão inicial era de que todos os trâmites fossem concluídos em 2021, mas o processo continua em andamento.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

spot_imgspot_img
spot_img

Artigos Relacionados