CASOS SÍTIO, TRÍPLEX E INSTITUTO: Fachin anula condenações de Lula pela 13ª Vara Federal de Curitiba

Morre o deputado Rubens Recalcati

Há pouco, faleceu o deputado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Rubens Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 72 anos, tomou posse como deputado estadual do...

Março fecha com dois novos recordes nos portos do Paraná

Os portos do Paraná fecham o primeiro trimestre com dois novos recordes. No último mês, juntos, os terminais de Paranaguá O post Março fecha com...

Bolsonaro volta a destacar a importância da Itaipu em sua live semanal

Nessa quinta-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro voltou a citar a Itaipu em sua tradicional live semanal, transmitida em seu O post Bolsonaro volta a...

Paraná: mais 374 mortes e 4.777 casos de Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou nesta quinta-feira (8) 4.777 casos confirmados e 374 mortes – referentes aos meses O post Paraná: mais 374...

Paraná receberá mais 242.050 doses de vacinas contra a Covid-19

O Paraná receberá nos próximos dias mais 242.050 doses de vacinas contra a Covid-19, segundo o Departamento de Logística do O post Paraná receberá mais...

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal, anulou nesta segunda-feira (8/3) as condenações de Lula no caso do tríplex do Guarujá, do sítio de Atibaia e da sede do instituto Lula.

Fachin declarou a 13ª Vara Federal de Curitiba, que tinha como titular o ex-juiz Sergio Moro, incompetente para processar e julgar Lula. Com a decisão, o ex-presidente volta a ter direitos políticos e pode disputar eleições.”Declaro, como corolário e por força do disposto no artigo 567 do Código de Processo Penal, a nulidade apenas dos atos decisórios praticados nas respectivas ações penais, inclusive os recebimentos das denúncias, devendo o juízo competente decidir acerca da possibilidade da convalidação dos atos instrutórios”, diz o despacho.

O ministro diz que os autos devem ser enviados para a Justiça do Distrito Federal e que caberá “ao juízo competente decidir sobre a possibilidade de convalidação” de depoimentos e de coleta de provas. Para o criminalista José Roberto Batochio, no entanto, não haverá essa possibilidade.

“Não dá tempo [de convalidar]”, afirmou ele à ConJur. “A convalidação não pode abranger atos decisórios (inclusive o despacho inicial de recebimento das denuncias de cada caso). Tem que começar de novo”, declarou.Fachin julgou um Habeas Corpus ajuizado pela defesa de Lula em 3 de novembro de 2020. Defendem o petista os advogados Cristiano Zanin, Valeska Martins, Eliakin Tatsuo e Maria de Lourdes Lopes. Em nota, a defesa comemorou a decisão.

“Embora a questão da competência já tenha sido suscitada indiretamente, é a primeira vez que o argumento reúne condições processuais de ser examinado, diante do aprofundamento e aperfeiçoamento da matéria pelo Supremo Tribunal Federal.”Em nota à imprensa, Fachin afirma que, após o julgamento do Inq 4.130-QO pelo Plenário do Supremo Tribunal Federal, a jurisprudência restringiu o alcance da competência da 13ª Vara Federal.

O relator destaca que, mesmo ficando vencido em relação ao tema, levou em consideração a evolução da matéria na 2ª Turma em casos semelhantes. Assim, entendeu que deve ser aplicado ao ex-Presidente da República o mesmo entendimento, reconhecendo que 13ª Vara Federal de Curitiba não era o juiz natural dos casos.

LER A DECISÃO :https://www.conjur.com.br/…/fachin-incompetencia…FONTE CONJUR .COM . BR

Morre o deputado Rubens Recalcati

Há pouco, faleceu o deputado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Rubens Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 72 anos, tomou posse como deputado estadual do...

Março fecha com dois novos recordes nos portos do Paraná

Os portos do Paraná fecham o primeiro trimestre com dois novos recordes. No último mês, juntos, os terminais de Paranaguá O post Março fecha com...

Bolsonaro volta a destacar a importância da Itaipu em sua live semanal

Nessa quinta-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro voltou a citar a Itaipu em sua tradicional live semanal, transmitida em seu O post Bolsonaro volta a...

Artigos Relacionados

Morre o deputado Rubens Recalcati

Há pouco, faleceu o deputado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Rubens Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 72 anos, tomou posse como deputado estadual do...

Março fecha com dois novos recordes nos portos do Paraná

Os portos do Paraná fecham o primeiro trimestre com dois novos recordes. No último mês, juntos, os terminais de Paranaguá O post Março fecha com...

Bolsonaro volta a destacar a importância da Itaipu em sua live semanal

Nessa quinta-feira (8), o presidente Jair Bolsonaro voltou a citar a Itaipu em sua tradicional live semanal, transmitida em seu O post Bolsonaro volta a...