Revista Veja e Diogo Mainardi são condenados por publicarem informações falsas

MORRE O DEPUTADO RECALCATTI

Faleceu nesta sexta-feira ((09) o deputado Delegado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 70 anos, tomou O post MORRE O DEPUTADO...

NOTA DE FALECIMENTO LUIZ ANTONIO LEPREVOST

Com muita tristeza comunicamos que Luiz Antonio Leprevost, filho do Dr. Ney e dona Stella, marido da dona Jussara, pai O post NOTA DE FALECIMENTO...

Com 633 mil vacinas, Paraná vai intensificar aplicação da segunda dose

O Paraná vai iniciar neste fim de semana, como parte da campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo, um mutirão para aplicar a segunda...

Nova fase do Cartão Futuro vai alcançar jovens até 21 anos

O Governo do Estado está preparando uma nova fase do Cartão Futuro, programa destinado a apoiar a contratação de jovens aprendizes e oportunizar o...

Boletim Agropecuário destaca início da colheita do feijão no Paraná

A semana foi marcada pelo começo da colheita do feijão da segunda safra no Paraná. Se o clima colaborar, a produção pode atingir 491,2...

O juízo da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Espírito Santo condenou a editora Abril e o jornalista Diogo Mainardi a pagarem uma indenização de R$ 70 mil a Victor de Souza Martins, ex-diretor-geral da Agência Nacional de Petróleo (ANP), a sua mulher, Josenia Bourguignon Seabra, e à empresa Análise Consultoria e Desenvolvimento

No entendimento dos desembargadores, a condenação foi justificada por conta da negligência do jornalista com informações consideradas inverídicas. O caso aconteceu em 2009. Na ocasião, Mainardi publicou, em sua coluna na Revista Veja, uma série de informações sobre uma suposta operação da Polícia Federal para apurar desvios de royalties da Petrobras e da qual Martins seria alvo. Entretanto, a informação não foi confirmada.

“Não há nenhum documento oficial que revele a iminente deflagração, àquela época, da operação mencionada na matéria jornalística publicada pelos réus”, disse o desembargador Annibal de Rezende Lima em seu voto.

Na sentença, o juíz diz que o profissional não buscou apurar a veracidade do que divulgava, violando, assim, o art. 12, do Código de Ética dos Jornalistas Brasileiros: “a publicação não cuidou de mero engano, mas, sim, de erro deliberado do jornalista Diogo Mainardi”. isso atrairia sua responsabilidade e devendo pagar o quantitativo fixado na sentença.

O Congresso em Foco procurou Diogo Mainardi e a Editora Abril para comentarem a condenação, mas não obteve respostas.

Veja o Relatório da Condenação na íntegra:

Fonte: Congresso em Foco

MORRE O DEPUTADO RECALCATTI

Faleceu nesta sexta-feira ((09) o deputado Delegado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 70 anos, tomou O post MORRE O DEPUTADO...

NOTA DE FALECIMENTO LUIZ ANTONIO LEPREVOST

Com muita tristeza comunicamos que Luiz Antonio Leprevost, filho do Dr. Ney e dona Stella, marido da dona Jussara, pai O post NOTA DE FALECIMENTO...

Com 633 mil vacinas, Paraná vai intensificar aplicação da segunda dose

O Paraná vai iniciar neste fim de semana, como parte da campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo, um mutirão para aplicar a segunda...

Artigos Relacionados

MORRE O DEPUTADO RECALCATTI

Faleceu nesta sexta-feira ((09) o deputado Delegado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 70 anos, tomou O post MORRE O DEPUTADO...

NOTA DE FALECIMENTO LUIZ ANTONIO LEPREVOST

Com muita tristeza comunicamos que Luiz Antonio Leprevost, filho do Dr. Ney e dona Stella, marido da dona Jussara, pai O post NOTA DE FALECIMENTO...

Com 633 mil vacinas, Paraná vai intensificar aplicação da segunda dose

O Paraná vai iniciar neste fim de semana, como parte da campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo, um mutirão para aplicar a segunda...