Bolsonaro vê sua vantagem cair para Lula, Ciro e Doria no segundo turno

Crise hídrica abre disputa pelo valor e o uso de água

A maior crise hídrica em nove décadas está levando empresas e órgãos governamentais a um debate há muito tempo adiado: o valor e o...

Thriller é suspense? – entenda

Marcio Alario Esteves é um grande amante da literatura, por isso, busca constantemente formas de complementar seu conhecimento acerca do assunto. Sendo...

Itaipu avalia apoio ao estudo de viabilidade de nova ponte sobre o Rio Paraná

A Itaipu Binacional recebeu nesta segunda-feira (21), no Centro Executivo, em Foz do Iguaçu, o pedido de apoio ao projeto de uma nova ponte...

Semana começa com 2.830 vagas de emprego ofertadas pelas Agências do Trabalhador

As 216 Agências do Trabalhador no Estado disponibilizam nesta semana 2.830 vagas de empregos com carteira assinada nas empresas do Paraná. Dessas vagas, 1.258...

Pesquisa: 93% diz sentir aumento de preços no mercado, e 78% nas farmácias

A grande maioria da população afirma que está sentindo algum tipo de aumento de preços nos supermercados e nas farmácias, segundo levantamento feito pelo...

A pesquisa exclusiva feita pelo Paraná Pesquisas a VEJA mostra o presidente Jair Bolsonaro à frente numericamente em todos os cenários de primeiro turno e vencendo todos os adversários no segundo. A resiliência eleitoral de Bolsonaro, no entanto, começa a dar sinais de erosão à medida que seu governo demonstra imensa incompetência em meio à crise do coronavírus. O presidente perdeu votos em todos os cenários de disputa direta contra alguns dos principais rivais entre julho de 2020 e maio de 2021, conforme o instituto de pesquisas.

No segundo turno contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, reabilitado na corrida eleitoral pelo Supremo Tribunal Federal, Bolsonaro leva vantagem numérica, 42,5% a 39,8%, em um empate técnico dentro da margem de erro do levantamento, de dois pontos porcentuais.  Mas a vantagem diminuiu — era de mais de nove pontos em julho de 2020 e agora é inferior a três.

Chama a atenção, neste caso, que os números de eleitores indecisos e dos que não votariam em nenhum dos dois se mantiveram estáveis desde julho, mas Bolsonaro perdeu três pontos e Lula subiu três pontos no período.

<span class="hidden">–</span>./VEJA

Entre as perdas de Jair Bolsonaro na parte decisiva da eleição, a maior variação negativa, no entanto, foi no cenário que opõe o presidente ao governador de São Paulo, João Doria, do PSDB. A diferença entre eles caiu de 28 pontos percentuais para 11 (veja quadro abaixo).

<span class="hidden">–</span>./VEJA

Contra Ciro Gomes, o fenômeno se repete: a vantagem do presidente nesse mesmo período caiu de dezessete pontos percentuais para oito.

<span class="hidden">–</span>./VEJA

Tanto Ciro Gomes quanto João Doria têm desempenhos melhores contra Bolsonaro do que contra Lula no segundo turno. Nas disputas do pedetista e do tucano contra o petista, os índices de eleitores que não votariam em nenhum dos dois candidatos ou em branco são os mais altos: 29% no cenário que opõe Ciro e Lula e 31,2% no cenário de Doria contra Lula (veja quadros abaixo).

!function(e,t,s,i){var n=’InfogramEmbeds’,o=e.getElementsByTagName(‘script’),d=o[0],r=/^http:/.test(e.location)?’http:’:’https:’;if(/^/{2}/.test(i)&&(i=r+i),window[n]&&window[n].initialized)window[n].process&&window[n].process();else if(!e.getElementById(s)){var a=e.createElement(‘script’);a.async=1,a.id=s,a.src=i,d.parentNode.insertBefore(a,d)}}(document,0,’infogram-async’,’//e.infogr.am/js/dist/embed-loader-min.js’);

!function(e,t,s,i){var n=’InfogramEmbeds’,o=e.getElementsByTagName(‘script’),d=o[0],r=/^http:/.test(e.location)?’http:’:’https:’;if(/^/{2}/.test(i)&&(i=r+i),window[n]&&window[n].initialized)window[n].process&&window[n].process();else if(!e.getElementById(s)){var a=e.createElement(‘script’);a.async=1,a.id=s,a.src=i,d.parentNode.insertBefore(a,d)}}(document,0,’infogram-async’,’//e.infogr.am/js/dist/embed-loader-min.js’);

O Paraná Pesquisas entrevistou por meio de telefone (em entrevistas pessoais, sem o uso de robôs) 2.010 pessoas em 198 municípios de 26 Estados e o Distrito Federal entre os dias 30 de abril a 4 de maio.

 

Continua após a publicidade

Crise hídrica abre disputa pelo valor e o uso de água

A maior crise hídrica em nove décadas está levando empresas e órgãos governamentais a um debate há muito tempo adiado: o valor e o...

Thriller é suspense? – entenda

Marcio Alario Esteves é um grande amante da literatura, por isso, busca constantemente formas de complementar seu conhecimento acerca do assunto. Sendo...

Itaipu avalia apoio ao estudo de viabilidade de nova ponte sobre o Rio Paraná

A Itaipu Binacional recebeu nesta segunda-feira (21), no Centro Executivo, em Foz do Iguaçu, o pedido de apoio ao projeto de uma nova ponte...

Artigos Relacionados

Crise hídrica abre disputa pelo valor e o uso de água

A maior crise hídrica em nove décadas está levando empresas e órgãos governamentais a um debate há muito tempo adiado: o valor e o...

Thriller é suspense? – entenda

Marcio Alario Esteves é um grande amante da literatura, por isso, busca constantemente formas de complementar seu conhecimento acerca do assunto. Sendo...

Itaipu avalia apoio ao estudo de viabilidade de nova ponte sobre o Rio Paraná

A Itaipu Binacional recebeu nesta segunda-feira (21), no Centro Executivo, em Foz do Iguaçu, o pedido de apoio ao projeto de uma nova ponte...