Confira entrevista com Wilson Picler, presidente do Grupo Internacional Uninter

MORRE O DEPUTADO RECALCATTI

Faleceu nesta sexta-feira ((09) o deputado Delegado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 70 anos, tomou O post MORRE O DEPUTADO...

NOTA DE FALECIMENTO LUIZ ANTONIO LEPREVOST

Com muita tristeza comunicamos que Luiz Antonio Leprevost, filho do Dr. Ney e dona Stella, marido da dona Jussara, pai O post NOTA DE FALECIMENTO...

Com 633 mil vacinas, Paraná vai intensificar aplicação da segunda dose

O Paraná vai iniciar neste fim de semana, como parte da campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo, um mutirão para aplicar a segunda...

Nova fase do Cartão Futuro vai alcançar jovens até 21 anos

O Governo do Estado está preparando uma nova fase do Cartão Futuro, programa destinado a apoiar a contratação de jovens aprendizes e oportunizar o...

Boletim Agropecuário destaca início da colheita do feijão no Paraná

A semana foi marcada pelo começo da colheita do feijão da segunda safra no Paraná. Se o clima colaborar, a produção pode atingir 491,2...

Em entrevista publicada no caderno especial As Maiores Sociedades Anônimas do Paraná, Picler fala da posição conquistada pela instituição e dá uma panorama da educação no país

DI&C: No espaço de 25 anos, o Grupo Uninter alcança a 47ª posição no ranking das maiores Sociedades Anônimas do Paraná. Quais os fatores que influenciam no desempenho da Uninter até agora?

Picler: São muitos fatores e todos eles fundamentais para que esse crescimento acontecesse. Vão desde a escolha dos melhores profissionais e os professores mais preparados para montagem das equipes, até os cuidados com a excelência dos materiais de apoio, livros didáticos primorosos, aulas gravadas com o devido planejamento, e sobretudo respeito às normas legais.  Hoje, somos a marca mais lembrada do país há 11 anos, temos 25 cursos nota 5, máxima do MEC, e 20 cursos nota 4.  São 400 cursos de graduação, pós-graduação, mestrado e doutorado. Uma empresa enxuta, moderna, plural, democrática, com 1600 colaboradores que amam o que fazem. Com a implantação do Compliance, a Uninter atinge em 2021 um alto patamar de qualidade institucional, eficiência e desempenho acadêmico e econômico, com 300 mil alunos e cerca de 505 mil alunos formados.

DI&C: A Uninter é considerada uma empresa de atuação nacional. Em quantas cidades e estados está presente com unidades de ensino?

Picler: Estamos presentes em mais de 700 cidades em todos os estados brasileiros, inclusive Distrito Federal, com 800 Polos de Apoio Presencial no Brasil, EUA, Japão e Europa.

DI&C: Qual foi o encaminhamento da Uninter para enfrentamento da Pandemia?

Picler: Criamos o Comitê de Crise COVID-19 que implantou rapidamente o teletrabalho para todos os funcionários, o que exigiu da empresa adaptações tecnológicas e investimentos em equipamentos para uso domiciliar. No surpreendemos com a eficácia desta modalidade de trabalho com a qual garantimos a continuidade das atividades administrativas. No lado acadêmico implantamos o ensino remoto para os alunos presenciais, assegurando a continuidade das aulas, com grande aceitação por parte dos alunos. Com isto tudo tivemos um crescimento considerável para cenário de crise mundial.

 DI&C: Qual é a sua avaliação da educação no Brasil?

Picler: O Brasil possui um déficit na Educação Básica, em especial no ensino Médio. Com a tendência de não reprovar, os alunos avançam sem esforço de raciocínio e perdem a fase mais importante de seu desenvolvimento neuro-físico, enquanto crianças e adolescentes e acabam se tornando adultos com dificuldades de aprendizagem e de desenvolvimento de raciocínios complexos. Com isto, fogem de áreas que exigem muito raciocínio, como é o caso das ciências exatas e tecnológicas. O Brasil tem 3 vezes menos estudantes nas áreas de engenharias do que os países tidos como desenvolvidos. Temos que exigir mais esforço de nossos alunos em especial na matemática, na linguística com interpretação de textos e em idiomas estrangeiros, com ênfase no inglês.

DI&C: Os investimentos do Governo Federal são suficientes?

Picler: O Brasil investe 5,6 mil dólares por ano em cada aluno, levando-se em conta o salário dos professores, material escolar, infraestrutura, políticas de formação de professores, segundo a OCDE – Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico, em 2019. Esse valor é bem menor do que o investimento de países desenvolvidos como Estados Unidos, Canadá, países da Europa, que investem mais do que o triplo do que o Brasil. Então creio que há muito espaço para melhorar, ampliar os programas e investir mais, porém, investir bem. Infelizmente o país passa, agora, devido à pandemia, por uma grande dificuldade econômica, porém assim que recuperarmos nossa saúde financeira, deveríamos rever este ponto.

DI&C: Quais os programas mais importantes do MEC? Exemplo: Prouni e outros.

Picler: Eu fui um dos responsáveis pela aprovação do PROUNI e tenho um grande orgulho de ter dado essa contribuição ao Brasil. Mais de 2,5 milhões de alunos carentes já foram beneficiados com este programa e alcançaram a sua formação superior. Um grande avanço no sentido da universalização e democratização do acesso à educação. O Governo do Presidente Bolsonaro está implantando um Programa, embora com uma certa lentidão, de cursos técnicos denominado Novos Caminhos. Estamos prontos para colaborar.

DI&C: Em sua visão, o Brasil conseguirá se apresentar ao mundo como exemplo de superação em educação? O que precisa ser feito?

Picler: No que depender da Uninter, pode ter certeza absoluta de que sim. Estamos em permanente evolução, aperfeiçoando, aprimorando, ajustando, melhorando a cada dia. Procurando dar aos nossos alunos um diferencial de qualidade cada vez maior. Tanto no material humano, contratando os melhores professores e colaboradores de todos os setores, como no desenvolvimento de ferramentas e equipamentos para o ensino presencial e à distância. Livros próprios, revistas acadêmicas, material de apoio, rotas de aprendizagem, aulas gravadas e presenciais e muito mais. A Uninter integrou as melhores práticas pedagógicas em sua plataforma própria denominada UNIVIRTUS, que faz muito sucesso entre nossos alunos. O Brasil precisa fazer o mesmo.

MORRE O DEPUTADO RECALCATTI

Faleceu nesta sexta-feira ((09) o deputado Delegado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 70 anos, tomou O post MORRE O DEPUTADO...

NOTA DE FALECIMENTO LUIZ ANTONIO LEPREVOST

Com muita tristeza comunicamos que Luiz Antonio Leprevost, filho do Dr. Ney e dona Stella, marido da dona Jussara, pai O post NOTA DE FALECIMENTO...

Com 633 mil vacinas, Paraná vai intensificar aplicação da segunda dose

O Paraná vai iniciar neste fim de semana, como parte da campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo, um mutirão para aplicar a segunda...

Artigos Relacionados

MORRE O DEPUTADO RECALCATTI

Faleceu nesta sexta-feira ((09) o deputado Delegado Rubens Recalcati, de infarto fulminante. Recalcatti, ou Delegado Recalcatti, de 70 anos, tomou O post MORRE O DEPUTADO...

NOTA DE FALECIMENTO LUIZ ANTONIO LEPREVOST

Com muita tristeza comunicamos que Luiz Antonio Leprevost, filho do Dr. Ney e dona Stella, marido da dona Jussara, pai O post NOTA DE FALECIMENTO...

Com 633 mil vacinas, Paraná vai intensificar aplicação da segunda dose

O Paraná vai iniciar neste fim de semana, como parte da campanha Vacina Paraná de Domingo a Domingo, um mutirão para aplicar a segunda...