Flávio Bolsonaro não deixa saudades no Republicanos

Tudo bem-feito, Paraná é inovação

Estado e Fiep promovem o Painel das Rotas Estratégicas em CT&I 2040 O Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária e da Superintendência...

PM: Mais de 155,7 mil pessoas fazem prova no domingo

Portões serão abertos às 11h30 e prova começará às 13h. Concurso prevê a contratação de 2,4 mil policiais e bombeiros. Organização e candidatos deverão...

Ilha do Mel tem quase 100% dos adultos vacinados contra a Covid-19

A Prefeitura de Paranaguá divulgou que quase 100% dos moradores da Ilha do Mel, da faixa etária entre 18 e 59 anos, receberam a...

Ilha do Mel tem quase 100% dos adultos vacinados contra a Covid-19 quase 100% dos adultos vacinados contra a Covid-19

A Prefeitura de Paranaguá divulgou que quase 100% dos moradores da Ilha do Mel, da faixa etária entre 18 e 59 anos, receberam a...

Paraná registra mais de 4,5 mil novos casos e 165 óbitos pela Covid-19

A Secretaria de Estado da Saúde divulgou neste sábado (12) mais 4.571 casos confirmados e 165 mortes pela Covid-19 no Paraná. Os números são...

A desfiliação de Flávio Bolsonaro do Republicanos não chegou a surpreender a direção do partido no Rio, mas seus dirigentes comemoraram, de maneira reservada, a mudança. 

A legenda não pretende fazer críticas públicas ao filho 01 do presidente porque o vereador Carlos Bolsonaro, o filho 02, continua na legenda. 

O casamento de conveniência com a prole bolsonarista fez sentido para o partido no final de 2019, quando o presidente havia rompido com o PSL justamente no momento em que o então prefeito do Rio, Marcelo Crivella, precisava de apoio em busca de governabilidade e de olho na reeleição, que não se concretizou. 

Atualmente, a avaliação no partido é que o movimento não valeu a pena. Primeiro porque Bolsonaro se mostrou um péssimo cabo eleitoral nas eleições municipais de 2020.

E segundo porque atualmente a articulação política de Flávio no Rio é nula. De acordo com aliados da família, o senador, que emergiu da eleição do pai como o principal articulador pelos interesses de seu grupo, ao que parece deixou a função de lado. O Republicanos não obteve nenhuma vantagem– ou cargo– com a aproximação com a família.

Um deputado estadual do PSL no Rio, apoiador inconteste do presidente, disse à coluna que “hoje em dia o Flávio não conversa mais com ninguém [no estado]”.

No Republicanos, a gota d’água se deu no início do governo de Eduardo Paes. O atual prefeito teria oferecido uma secretaria à legenda, que já tinha até topado, mas teve que voltar atrás a mando do presidente nacional do partido, o deputado federal Marcos Pereira. O motivo para a recusa teria sido para poupar Crivella de críticas e evitar colar nos filhos de Bolsonaro a pecha de aliados de Paes na capital.

Continua após a publicidade

Tudo bem-feito, Paraná é inovação

Estado e Fiep promovem o Painel das Rotas Estratégicas em CT&I 2040 O Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária e da Superintendência...

PM: Mais de 155,7 mil pessoas fazem prova no domingo

Portões serão abertos às 11h30 e prova começará às 13h. Concurso prevê a contratação de 2,4 mil policiais e bombeiros. Organização e candidatos deverão...

Ilha do Mel tem quase 100% dos adultos vacinados contra a Covid-19

A Prefeitura de Paranaguá divulgou que quase 100% dos moradores da Ilha do Mel, da faixa etária entre 18 e 59 anos, receberam a...

Artigos Relacionados

Tudo bem-feito, Paraná é inovação

Estado e Fiep promovem o Painel das Rotas Estratégicas em CT&I 2040 O Governo do Estado, por meio da Fundação Araucária e da Superintendência...

PM: Mais de 155,7 mil pessoas fazem prova no domingo

Portões serão abertos às 11h30 e prova começará às 13h. Concurso prevê a contratação de 2,4 mil policiais e bombeiros. Organização e candidatos deverão...

Ilha do Mel tem quase 100% dos adultos vacinados contra a Covid-19

A Prefeitura de Paranaguá divulgou que quase 100% dos moradores da Ilha do Mel, da faixa etária entre 18 e 59 anos, receberam a...