IBGE: Produção industrial cresce em sete dos 15 locais pesquisados em janeiro

Fomento Paraná lança nova campanha de renegociação para os empreendedores

Preocupada com a retomada da atividade econômica no Estado, a Fomento Paraná está lançando uma campanha para sensibilizar e estimular os clientes a procurar...

Simepar instalará 50 estações automáticas inteligentes para monitorar a qualidade das águas

O Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a utilizar com mais regularidade a Internet das Coisas (IoT – Internet of...

Paraná soma 1,9 milhão de doses aplicadas e 1,43 milhão de pessoas vacinadas contra a Covid-19

O Paraná ultrapassou nesta segunda-feira (19) a marca de 1,9 milhão de doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas, chegando a 1.910.821 doses. Até...

Após decisão do STF, Lula busca adversários de Bolsonaro

Com a confirmação das anulações de suas condenações pelo plenário do Supremo Tribunal Federal (STF), o ex-presidente Luiz Inácio Lula O post Após decisão do...

Engorda da praia em Matinhos tem audiência pública no dia 28

Os detalhes do projeto de recuperação da orla de Matinhos serão apresentados em audiência pública no próximo dia 28, a O post Engorda da praia...

A produção industrial subiu em sete dos 15 locais pesquisados pelo IBGE em janeiro de 2021, frente a dezembro do ano passado. O resultado positivo foi puxado pelo bom desempenho do setor de veículos automotores de São Paulo, principal influência positiva. Os dados são da Pesquisa Industrial Mensal Regional (PIM Regional), divulgada hoje (10) pelo IBGE.

“São Paulo representa aproximadamente 34% da produção industrial brasileira. Em janeiro, a indústria no estado subiu 1,1%, principalmente, pela influência positiva do setor de veículos automotores, garantindo a terceira taxa positiva consecutiva e acumulando, neste período, alta de 3,5%. No índice mensal, em comparação com o mesmo período do ano anterior, o setor de veículos também lidera o crescimento de 5,6% da indústria paulista, com destaque para o aumento na produção de caminhão-trator para reboques e semirreboques, seguido pelo setor de máquinas e equipamentos, com aumento na produção de elevadores para transporte de pessoas”, explica Bernardo Almeida, gerente da pesquisa.

Pará (4,4%), Pernambuco (3,6%) e Rio de Janeiro (2,9%) tiveram os avanços mais acentuados na passagem de dezembro de 2020 para janeiro de 2021. Além da maior alta em termos absolutos, o Pará é o terceiro em influência. O estado registrou o segundo mês seguido de crescimento na produção e acumulou, nesse período, ganho de 9,7%, devido à influência positiva do setor de minerais não metálicos e do setor extrativo. Pernambuco, eliminou parte das perdas registradas em dezembro (-3,0%) e novembro de 2020 (-0,6%) e tem a metalurgia como influência positiva.

“No Rio de Janeiro o que se destaca é a influência positiva do setor extrativo, mais especificamente na extração de petróleo. Este é o terceiro resultado positivo com acúmulo de 3,2% para o Rio de Janeiro, que representa a segunda maior influência sobre o índice nacional”, completa Almeida.

As maiores quedas atingem Espírito Santo (-13,4%) e Amazonas (-11,8%), sendo que o Amazonas é a maior influência negativa sobre o índice nacional. Esta é a segunda taxa negativa consecutiva para o estado com uma queda acumulada de 16,3%. Em janeiro, a queda deve-se ao desempenho negativo dos setores de derivados do petróleo e de outros equipamentos de transporte.

Já o Espírito Santo foi afetado pela influência negativa dos setores de metalurgia e extrativo e eliminou o ganho do mês anterior, quando cresceu 7,3%. As demais quedas foram na Bahia (-3,2%), Mato Grosso (-3,2%), Região Nordeste (-2,1%), Ceará (-1,1%), Minas Gerais (-0,5%) e Goiás (-0,5%).

“A produção industrial da Bahia foi afetada pela queda no setor de veículos automotores, com o encerramento das atividades de uma montadora. Enquanto o Mato Grosso sofreu influência negativa do setor de alimentos, bastante relevante na indústria do estado”, diz Almeida.

Em relação a janeiro de 2020, a indústria como um todo cresceu 2% e oito dos 15 locais pesquisados apontam resultados positivos. Alguns resultados são expressivos como Pará (13,3%), Paraná (11,5%) e Santa Catarina (10,1%), que mostraram expansões de dois dígitos.

“Esses crescimentos podem ser explicados por uma base de comparação baixa, pois, desde o final de 2019, a indústria vinha apresentando uma queda no ritmo de produção antes mesmo de a pandemia chegar”, esclarece Almeida.

Bahia (-13,9%), Mato Grosso (-13,9%) e Espírito Santo (-11,5%) apontaram os recuos mais intensos em janeiro de 2021 em relação a janeiro de 2020. Na Bahia, o setor de veículos automotores foi o que mais impactou neste tipo de comparação, devido à queda na produção de automóveis e autopeças. Mato Grosso foi afetado pela queda em produtos alimentícios, produtos de madeira e coque, produtos derivados do petróleo e biocombustíveis. E Espírito Santo devido à queda em atividades de metalurgia, indústrias extrativas e produtos alimentícios.

Fomento Paraná lança nova campanha de renegociação para os empreendedores

Preocupada com a retomada da atividade econômica no Estado, a Fomento Paraná está lançando uma campanha para sensibilizar e estimular os clientes a procurar...

Simepar instalará 50 estações automáticas inteligentes para monitorar a qualidade das águas

O Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a utilizar com mais regularidade a Internet das Coisas (IoT – Internet of...

Paraná soma 1,9 milhão de doses aplicadas e 1,43 milhão de pessoas vacinadas contra a Covid-19

O Paraná ultrapassou nesta segunda-feira (19) a marca de 1,9 milhão de doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas, chegando a 1.910.821 doses. Até...

Artigos Relacionados

Fomento Paraná lança nova campanha de renegociação para os empreendedores

Preocupada com a retomada da atividade econômica no Estado, a Fomento Paraná está lançando uma campanha para sensibilizar e estimular os clientes a procurar...

Simepar instalará 50 estações automáticas inteligentes para monitorar a qualidade das águas

O Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar) começou a utilizar com mais regularidade a Internet das Coisas (IoT – Internet of...

Paraná soma 1,9 milhão de doses aplicadas e 1,43 milhão de pessoas vacinadas contra a Covid-19

O Paraná ultrapassou nesta segunda-feira (19) a marca de 1,9 milhão de doses de vacina contra a Covid-19 aplicadas, chegando a 1.910.821 doses. Até...