Planalto estranha a ausência de Tarcísio em pesquisa ao governo de SP

O jogador mais odiado do Brasil: as polêmicas eleições de PLACAR

Bem do antes do advento das redes sociais e da popularização do termo hater, o futebol e seus protagonistas já eram alvo de ódio,...

Covaxin confirma quem é o mais perigoso adversário de Bolsonaro

Jair Bolsonaro se elegeu prometendo “acabar com a corrupção”, recebeu uma denúncia e mandou um dos suspeitos anunciar uma investigação — contra o servidor...

GUTO SILVA DIZ: “É uma mudança não apenas de gestão, mas cultural”

Governo do Paraná estuda adoção de modelo híbrido permanente de trabalho para servidores Adotado pelo Governo do Paraná durante a pandemia da Covid-19, o...

Vacinas da Janssen chegam ao Paraná nesta quinta-feira

O Ministério da Saúde confirmou na noite desta quarta-feira (23) que as vacinas da Janssen, divisão farmacêutica do grupo Johnson&Johnson, também chegarão ao Paraná...

Isenção de ICMS para empresas de tecnologia de Londrina volta à pauta da ALEP

O governador Carlos Massa Ratinho Junior reenviou à Assembleia Legislativa do Paraná o projeto de lei que amplia a concessão de benefícios de ICMS...

O Palácio do Planalto estranhou a ausência do ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, do levantamento divulgado nesta semana pelo instituto Paraná Pesquisas sobre a eleição para o governo de São Paulo em 2022.

Na segunda-feira, 26, o presidente “lançou” a candidatura de Tarcísio ao responder a um apoiador, no tradicional cercadinho do Palácio da Alvorada, que elogiara o trabalho de seu ministro e pedira atenção ao estado de São Paulo.

“Quem sabe São Paulo adote o Tarcísio no ano que vem”, disse o presidente.

Ninguém levou muito a sério. Mas, aparentemente, o presidente não estava brincando.

Na pesquisa, os ex-governadores Geraldo Alckmin (PSDB), com 19,9% das intenções de voto, e Márcio França (PSB), com 15,4%, aparecem empatados tecnicamente na liderança da corrida ao Palácio dos Bandeirantes – a margem de erro é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

Continua após a publicidade

O jogador mais odiado do Brasil: as polêmicas eleições de PLACAR

Bem do antes do advento das redes sociais e da popularização do termo hater, o futebol e seus protagonistas já eram alvo de ódio,...

Covaxin confirma quem é o mais perigoso adversário de Bolsonaro

Jair Bolsonaro se elegeu prometendo “acabar com a corrupção”, recebeu uma denúncia e mandou um dos suspeitos anunciar uma investigação — contra o servidor...

GUTO SILVA DIZ: “É uma mudança não apenas de gestão, mas cultural”

Governo do Paraná estuda adoção de modelo híbrido permanente de trabalho para servidores Adotado pelo Governo do Paraná durante a pandemia da Covid-19, o...

Artigos Relacionados

O jogador mais odiado do Brasil: as polêmicas eleições de PLACAR

Bem do antes do advento das redes sociais e da popularização do termo hater, o futebol e seus protagonistas já eram alvo de ódio,...

Covaxin confirma quem é o mais perigoso adversário de Bolsonaro

Jair Bolsonaro se elegeu prometendo “acabar com a corrupção”, recebeu uma denúncia e mandou um dos suspeitos anunciar uma investigação — contra o servidor...

GUTO SILVA DIZ: “É uma mudança não apenas de gestão, mas cultural”

Governo do Paraná estuda adoção de modelo híbrido permanente de trabalho para servidores Adotado pelo Governo do Paraná durante a pandemia da Covid-19, o...